Líder do Atitude Pernambuco visita o ES em Ação: “Experiência muito rica”

O Espírito Santo em Ação recebeu uma visita especial durante esta semana. Presidente do Movimento Empresarial Atitude Pernambuco, cargo que assumiu no dia 2 de fevereiro, Guilherme Cavalcanti esteve na sede da organização, em Vitória, para um período de intercâmbio, visando à busca de experiência para aplicar no dia a dia da instituição pernambucana.

De segunda (18) a quinta-feira (21), Cavalcanti pode conhecer a história, a estrutura, o funcionamento e o trabalho desenvolvido pelo Espírito Santo em Ação. “Foi uma experiência muito rica. Permitirá que nosso movimento dê saltos de aprendizagem”, resumiu.

Como o senhor encara o desafio à frente do Atitude Pernambuco?

Sei que terei muito trabalho e a responsabilidade é muito grande. Mas tenho 42 anos, sendo 23 trabalhando, e é a primeira vez que assumo um desafio para o qual me sinto muito bem preparado, porque sempre militei na interface entre poder público e iniciativa privada.

Então é uma função na qual o senhor se sente ambientado…

Exato. Sempre atuei na área de formulação de política pública. Confesso que me sinto animado nessa função porque parece ter sido desenhada para o tipo de preparo e experiência que acumulei. Isso me dá tranquilidade.

Qual foi o objetivo da vinda ao Espírito Santo em Ação?

Como o nosso movimento está apenas iniciando, buscamos ter acesso a uma referência de atuação nesse setor, como é o caso do Espírito Santo em Ação. E a experiência aqui foi muito rica. Permitirá que a gente dê saltos de aprendizagem. Isso porque tem muita coisa que nós precisamos decidir para qual caminho seguir, mas podemos dar um salto graças ao que já foi feito por um parceiro, como o ES em Ação. Assim, poderemos pular algumas etapas.

E o que destaca desta semana em que esteve no ES em Ação?

Tive uma acolhida sensacional, com muita coisa para ver e aprender. A semana foi cheia.  O bacana da experiência foi que não se tratou apenas de troca de informações. Também pude vivenciar como as coisas realmente funcionam. Por exemplo, houve a oportunidade de participar de uma reunião de diretoria do ES em Ação. Além disso, estive em uma reunião do Funcitec (Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia), com secretários e autoridades do governo do Estado, o que foi importante para compreender qual é o papel de um movimento como este na interação com o poder público e outras instituições.