E chega o dia da ArcelorMittal conhecer projetos e números do Espírito Santo em Ação

Dois dias após baixar na Fibria, em Aracruz, o Programa de Visitas Itinerantes às Mantenedoras do Espírito Santo em Ação voltou à cena nesta quarta-feira, 15 de agosto. Desta vez, a parada do diretor-presidente, Luiz Wagner Chieppe, de Ayone Sossai, uma das profissionais do Núcleo de Educação, Ayone Sossai, e de Eduardo Lindenberg, integrante do Líderes do Amanhã, foi na ArcelorMittal. E essa reunião contou, ainda, com uma presença especial: a do ex-presidente da ArcelorMittal, um dos fundadores  e conselheiro do movimento empresarial, José Armando de Figueiredo Campos.

Dizendo-se privilegiado com a presença de José Armando na visita à empresa,  Chieppe passou para ele a incumbência de falar sobre a criação da entidade. “No final dos anos 90, as manchetes de jornais comprovavam que nosso ambiente era muito ruim. Essa realidade levou 16 dirigentes e empresários a se reunir, trocar ideias e discutir uma reação que fosse profunda, pois não aguentávamos mais a pressão. E o Espírito Santo nasceu disso. Queríamos um ambiente estável que favorecesse o desenvolvimento e a atração de novas empresas”, relatou.

E o diretor-presidente completou suas palavras. “O Espírito Santo tomou para si a responsabilidade do protagonismo e passou a desenvolver uma agenda relevante, promovendo novas lideranças, com foco permanente no equilíbrio institucional. E na sequência, outras instituições abraçaram a causa da moralização”.

Como de costume, ainda quando está apresentando a entidade, Wagner apresentou os números do Espírito Santo em Ação. Atualmente, são 34 empresas mantenedoras, 21 projeto em andamento e 200 voluntários. Contando com a Rede Empresarial, o número sobe para 120 empresas e 500 voluntários. Destacou os três pilares de atuação da entidade – educação, formação de lideranças e gestão pública – e destacou que, hoje, o grande gargalo é a gestão pública.

Educação foi o segundo assunto tratado no encontro. Ayone apresentou os números e dificuldades que cercam a educação capixaba, e o caminho que levou a diretoria a apostar no Programa de Educação em Tempo Integral. Atualmente, o programa está em funcionamento em 32 escolas da rede estadual, com 20 mil vagas ofertadas, aproximadamente. E este ano teve início a expansão das Escolas em Tempo Integral para a rede municipal. O movimento empresarial vai coordenar e operacionalizar a implantação de toda a metodologia, começando pela Serra.

Sempre que pode, a equipe da entidade leva equipes dessas às visitas e desta vez, os convidados foram o diretor de São Pedro, Saulo Andreon, e uma aluna do 3º Ano.

Depois da educação, o assunto em pauta foi formação de lideranças e coube a Eduardo Lindenberg a apresentação de algumas ações e desafios do Líderes do Amanhã. Nascido em 2010, dentro da instituição e bem focado em gestão, o instituto já é considerado um dos melhores do País.

O Programa de Visitas Itinerantes às Mantenedoras do Espírito Santo  em Ação foi lançado como parte das comemorações dos 15 anos do movimento empresarial, e tem como proposta divulgar as ações e projetos em desenvolvimento na entidade às suas empresas mantenedoras.

IMG_6043 IMG_6035 IMG_6028 IMG_6006 IMG_5988 IMG_5969 IMG_5950 IMG_5946 IMG_5941 IMG_5935 IMG_5933
<
>