10º Fórum Liberdade traz forte presença do público jovem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A décima edição do Fórum Liberdade e Democracia de Vitória, organizado pelo Instituto Líderes do Amanhã, que aconteceu entre os dias 3 e 4 de novembro, no Centro de Convenções de Vitória, foi marcado pela forte presença de jovens interessados em debater e refletir sobre valores e ideais de direito e liberdade.

Associado honorário e diretor Administrativo-Financeiro do Líderes, Caio Ferolla

“O Fórum é um debate de ideias. É um momento de todo mundo fazer uma reflexão dentro dos valores e ideais de direito e liberdade. Eu vi com muito otimismo como as pessoas recepcionaram o evento, e ainda tivemos um público bem jovem este ano. Então, é importante para eles escutarem ideias diferentes e que possam refletir sobre elas. Com tudo isso que ouvimos, debatemos e aprendemos no Fórum, eu fico otimista com o futuro do Brasil”, disse o associado honorário e diretor Administrativo-Financeiro do Líderes, Caio Ferolla.

O tema deste ano foi o “Brasil: 200 anos acima da lei”. A temática reflete os desafios ainda a serem enfrentados pelas instituições brasileiras mesmo após já completados dois séculos da independência de Portugal. O tema foi inspirado no valor Estado de Direito, uma condição em que as instituições que formam o governo (leis, agências e agentes) atuam para proteger os indivíduos e seus direitos inalienáveis à vida, à liberdade, à propriedade e à busca da felicidade.

“O Fórum é a nossa grande entrega para a sociedade. O que a gente vivencia todas as segundas dentro do Instituto, buscamos fazer um ‘resumão’ em dois dias para que o público possa se aprofundar. Hoje, mais do que nunca, o Brasil está precisando difundir as ideias da liberdade e os valores do Instituto. O Fórum é o nosso grande desafio e o nosso grande momento de passar esses valores. Com muito trabalho e muito suor, nós entregamos um trabalho bem bacana”, explicou Ferolla.

Vice-presidente do Brasil

Este ano, o evento contou com a participação de mais de 19 palestrantes, entre eles o vice-presidente e senador eleito do Rio Grande do Sul, Hamilton Mourão.

“O vice-presidente é muito ponderado e sensato. Gostei bastante da fala dele, uma fala de pacificar e levar o Brasil para frente. É um nome de extrema importância. Foi uma honra poder tê-lo conosco”, acrescentou o associado honorário e diretor Administrativo-Financeiro do Líderes, Caio Ferolla.

Além do vice-presidente, diversas lideranças do Espírito Santo e do país, como o governador reeleito do Espírito Santo, Renato Casagrande, marcaram presença, debatendo alternativas viáveis para os desafios do Brasil.

Prêmio Liberdade

O Prêmio Liberdade é uma honraria concedida anualmente, pelos associados do Instituto Líderes do Amanhã, a uma personalidade que tenha contribuído de forma relevante para propagação e aplicação das ideias de uma sociedade livre.

Neste ano, o conderado com o Prêmio foi o presidente do Conselho Deliberativo do ES em Ação, o empresário Luiz Wagner Chieppe.

Fórum

O Fórum Liberdade e Democracia de Vitória é realizado, anualmente, pelo Instituto Líderes do Amanhã, desde 2013, sendo atualmente um dos maiores eventos do país sobre ideias.

A organização tem por propósito a formação de jovens lideranças empresariais comprometidas com os ideais de liberdade, economia de mercado e estado de direito, ao desenvolver agentes de mudança para o ambiente de negócios, visando a construção de uma sociedade mais justa, próspera e que goze de liberdade nos planos político, econômico e social.

O foco do evento é fomentar a discussão e apontar alternativas viáveis para equacionar os problemas brasileiros, além de debater temas polêmicos e inovadores, convidando a sociedade a participar ativamente das discussões que fazem parte do ciclo de formação dos associados do Instituto.

O Fórum Liberdade e Democracia de Vitória acredita que é por meio da discussão pública e aberta de ideias que se transforma indivíduos para que causem impacto nos ambientes em que vivem e, passarmos a viver em um mundo que acreditamos e que é possível — um Brasil com Estado de Direito que permita indivíduos terem vida, propriedade e liberdade de buscar a própria felicidade.