Parcerias para o Espírito Santo inovar na Educação e Gestão Pública

Desde que chegou ao Espírito Santo, há cerca de um ano, a paulista Karina Altavila se encantou com o potencial do Estado. A diversidade cultural, os recursos naturais e as diferentes fontes econômicas serviram de inspiração para a jovem, formada em Relações Internacionais pela PUC-SP, estudar ainda mais algumas características do Estado.

Com essa motivação, Karina aproveita um período de imersão de 20 dias no Espírito Santo em Ação para desenvolver o projeto de Mapeamento das Instituições que Trabalham com Inovação na Área de Educação e Gestão Pública”.

“No período de um ano em que estou aqui, percebi que há muita gente engajada em ajudar o Estado a crescer. Com o projeto, a intenção é descobrir formas de fazer o Espírito Santo explorar o seu potencial por meio de parcerias”, destaca Karina. “O Estado já trabalha com alguns parceiros estratégicos. Por meio do mapeamento, a ideia é ampliar cada vez mais essa rede para futuras inovações nas áreas de Educação e Gestão Pública”, complementa.

Entre as inovações em pauta, está o uso de tecnologia na Educação, inclusive em sala de aula. Assunto que desperta interesse especial em Karina, vinculada à ONG Ensina Brasil. Como integrante do programa, no ano passado, ela atuou como professora de Língua Portuguesa na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Padre Humberto Piacente, em Alecrim, Vila Velha.

“No Ensina Brasil, temos contato com uma rede de parceiros. Agora, nesse período no Espírito Santo em Ação, vemos quão maior essa rede pode ficar”, afirma Karina. “Também aprofundei meu conhecimento sobre as relações público-privadas. O estudo desse tipo de parceria é algo que pretendo levar adiante.”


Confira as entrevistas com os outros Ensinas

Engenheiro paulista estuda novas fontes de energia para o Estado

Projeto analisa o potencial econômico do Estado

Pesquisa aponta caminhos para a formação de lideranças no Estado