Delegado-Geral da Polícia Civil do ES fala para a Rede Capixaba de Inteligência

Um novo encontro da Rede Capixaba de Inteligência foi realizado nesta quinta-feira, 17 de maio, e o palestrante convidado do mês foi o delegado-geral da Polícia Civil, Guilherme Daré, que falou sobre a atuação da Polícia Civil no Estado no combate à criminalidade. O evento dos profissionais das áreas de segurança e inteligência de empresas e organizações que atuam no Estado foi realizado na Chefatura de Polícia, em Vitória, e lotou o auditório.

Daré começou falando sobre um projeto de reestruturação iniciado na Polícia Civil capixaba a partir de 2013 e cujos resultados são mais eficiência e eficácia da corporação. “Esse projeto, com foco em planejamento, foi liderado por um grupo de delegados que vinha estudando a PC há anos e tinha o sonho de criar essa estruturação mais nova e moderna”, contou ele, que se disse extremamente feliz com o convite, com o tema e com o número de presentes.

A partir dessa reestruturação, ele contou, foram criadas delegacias regionais, na Grande Vitória e no interior, com núcleos de inteligência para facilitar o trabalho de investigação.

E este ano, dando sequência ao trabalho de cinco anos atrás, foi lançada uma ferramenta de gestão que aperfeiçoa ainda mais a estruturação por meio do lançamento de uma Superintendência de Inteligência – um antigo anseio da polícia, segundo Daré.

“A criação dessa superintendência amplia o trabalho de investigação e nos coloca de vez na área no setor de Inteligência. E investigação e inteligência são dois pontos fundamentais no combate à criminalidade”, comenta ele, dizendo ainda que as novidades operacionais que vieram de carona com a reestruturação facilitam a comunicação dos policiais capixabas com os de outros estados.

Outra novidade que ele divulgou é que a Divisão de Proteção e Atendimento à Mulher, a partir de agora, vai agregar todas as delegacias de Mulher e funcionará sob gestão única da delegada Cláudia Demattè.