Ciclo de oficinas para construção do Plano ES 500 Anos chega à microrregião Nordeste

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Um novo ciclo de oficinas regionais para construção do Plano de Desenvolvimento ES 500 Anos começou nesta terça-feira (26). Trata-se da construção de um planejamento de longo prazo para o Estado do Espírito Santo tendo como horizonte o ano de 2035, quando serão celebrados os 500 anos da colonização do solo espírito-santense.

O ES 500 Anos é uma realização do Governo do Estado em parceria com o setor produtivo, por meio do Espírito Santo em Ação, e a sociedade civil capixaba. Neste ciclo, os municípios de São Mateus e Aracruz recebem os encontros representando, respectivamente, as microrregiões Nordeste e Rio Doce.

“Nesta semana, estamos no segundo ciclo de oficinas regionais, agora na região Norte. Estamos ouvindo as pessoas, grupos e instituições representativas dos mais diferentes segmentos. O objetivo é que o ES 500 Anos seja de fato uma construção coletiva e, para isso, é fundamental que as pessoas se identifiquem e se sintam parte integrante do processo, daí a relevância de percorrermos cada uma das dez microrregiões capixabas”, explicou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

O debate na região para a construção do plano foi destacado pelo superintendente do ES em Ação, Luciano Gollner. “A oficina regional Nordeste, realizada em São Mateus, é mais uma oportunidade de debater as potencialidades, as oportunidades e os desafios de uma região tão importante para o Espírito Santo. Para esse trabalho, contamos com a importante parceria do setor empresarial, por meio da Assenor – Associação Empresarial do Litoral Norte, e juntos, com todos os atores envolvidos, estamos exercitando o olhar de longo prazo para desenvolver ainda mais a região”, frisou.

Durante esta etapa, todas as dez microrregiões capixabas recebem oficinas de trabalho com o objetivo de debater a realidade local, tendo como base potencialidades e anseios já mapeados, além de novos desafios sugeridos. Os encontros reúnem representantes do Governo do Estado, das prefeituras, da Assembleia Legislativa, do Judiciário e demais poderes constituídos, além de sindicatos, federações e outras instituições do setor produtivo, da academia, do terceiro setor, da sociedade civil organizada e demais organizações representativas.

Após os trabalhos técnicos realizados no evento presencial de São Mateus, alguns dos desafios destacados para a microrregião Nordeste foram: valorização dos movimentos coletivos locais e da economia criativa, adensamento produtivo, universalização da educação básica, extrema pobreza, segurança, diagnóstico e distribuição das potencialidades hídricas, proteção aos ecossistemas marinhos, entre outros.

A população pode continuar contribuindo com a construção do Plano ES 500 Anos em formato on-line no site www.es500anos.com.br. Na plataforma eletrônica é possível destacar quais são os desafios que os cidadãos julgam mais relevantes a serem enfrentados pela sua microrregião até o ano de 2035.

A participação no site está sendo liberada por microrregião, na medida em que os eventos técnicos são realizados em cada uma delas. Desta forma, além dos moradores do Nordeste, também já podem manifestar a sua opinião on-line os residentes das microrregiões Central Sul e Caparaó, cujas oficinas aconteceram no início do mês de março.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE!

O próximo encontro acontece nesta quarta-feira (27), no município de Aracruz, representando a microrregião Rio Doce. O evento técnico será realizado no auditório do SESI SENAI IEL Sérgio Rogério de Castro, localizado na rua Ephifânio Pontin, 985, Vila Nova, Aracruz/ES.