ES em Ação acompanha escolas de tempo integral de nove municípios capixabas 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

No Espírito Santo, o ensino em tempo integral consiste na criação de escolas da rede pública com propostas pedagógicas que proporcionam oportunidades para aprender e desenvolver práticas que irão apoiar estudantes e profissionais da educação no planejamento e execução do Projeto de Vida.

Ao ampliar o tempo dedicado à educação, esse modelo oferece benefícios para além das salas de aula tradicionais e impactam positivamente o futuro da comunidade. A equipe de Educação do ES em Ação acompanha o modelo de Educação Integral em Tempo Integral em escolas de nove municípios do Estado, são eles: Aracruz, Anchieta, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Linhares, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.

Atualmente, são 36 escolas municipais em Tempo Integral e uma oferta de mais de nove mil vagas. Nas escolas convertidas para o modelo integral, os estudantes conseguem melhorar até 17% o seu desempenho no primeiro ano, e as perspectivas tendem a ampliar no decorrer dos anos educacionais/letivos.

No tempo integral o foco é no Estudante, destaca o diretor de Educação do ES em Ação, Rodrigo Gama. “Além de ter as matérias que são regulares, o currículo dele tem várias matérias que o levam a desenvolver enquanto cidadão e faz com que tenha uma convivência social melhor, participe das atividades da escola, que inclui identificar e solucionar os problemas da própria escola, o que permite um crescimento pleno do estudante da educação formal e de uma formação como cidadão. Nesse modelo, o Estudante é mais preparado para viver em sociedade, a debater e a querer fazer parte da solução dos problemas”, disse.

O ES em Ação articula e mobiliza o setor empresarial e o poder público para a melhoria contínua da educação, com o propósito de universalizar a educação em tempo integral, promover a alfabetização na idade certa, ampliar a oferta de educação profissional e tecnológica e a promoção da educação básica de qualidade no Estado.

Base curricular

As escolas em tempo integral funcionam em turno único, com carga horária de nove horas, ficando a cargo de cada município definir o melhor horário para iniciar as aulas. Na proposta pedagógica, o Estudante possui uma rotina no tempo integral com atividades focadas no desenvolvimento de seu Sonho e Projeto de Vida, além de receber todo o suporte e cuidados da escola.

Além das disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), há a Parte de Formação Diversificada, em que crianças e adolescentes têm aulas de Protagonismo, Estudo Orientado, Práticas Experimentais, Iniciação Científica e auxílio na elaboração de seus Projetos de Vida. Os estudantes têm ainda ofertas de matérias Eletivas, que são escolhidas de acordo com o objetivo de cada estudante, além das Práticas Educativas como Acolhimento e a Tutoria.

“Na escola, o estudante tem as aulas com conteúdo da BNCC, das disciplinas do currículo como português, matemática, história, e também, disciplinas que focam no Protagonismo e no Projeto de Vida dele, como aulas de estudo orientado, com práticas e vivências educativas. É um novo jeito de ver, sentir e cuidar dos estudantes capixabas”, destaca a coordenadora de Educação do ES em Ação, Polliana Aroeira.

Ao centro, o fundador e presidente do ICE, Marcos Magalhães, em visita institucional ao Estado

Parceria com o ICE

O modelo pedagógico de referência para a Escola em Tempo Integral no Estado é o desenvolvido pelo Instituto de Corresponsabilidade pelo Educação (ICE). O ICE é uma organização sem fins lucrativos que atua na melhoria da qualidade da Educação Básica Pública, por meio da Educação Integral em Tempo Integral.

Com inovações que proporcionam a consolidação de um novo olhar para a educação, o modelo é pautado em três eixos: a Formação Acadêmica de Excelência; a Formação para a Vida; e a Formação de Competências para o Século XXI.

Em parceria com o ES em Ação, o Instituto deu apoio a Prefeitura de Vitória e ao Governo do Estado para implementar a metodologia do Tempo Integral nas escolas municipais da capital e no Estado, em 2015. Desde então, o movimento aplica o modelo nos municípios capixabas.

“É visível que a formação dos alunos é melhor, os resultados são melhores, e as pesquisas mostram o que esses alunos alcançam quando estão na vida laboral, como posições e salários melhores. É um objeto de transformação social, com ganhos para a sociedade como um todo”, destaca Gama.

O Estudante como Protagonista

Na Escola da Escolha o Estudante é Protagonista. Por isso, o Projeto de Vida é direcionado para a elaboração de metas acadêmicas e de âmbito pessoal de cada estudante. Nesse processo, o estudante deve planejar e optar pelas disciplinas que fazem sentido para a realização do seu Projeto de Vida.

Cada um elabora seu próprio projeto e é estimulado a refletir sobre como as escolhas e decisões implicarão na vida presente e futura. Ao longo do tempo, o Projeto de Vida vai sendo revisado com o apoio de um professor orientador, que vai ter como tarefa ajudar o aprimoramento constante do estudante.

Formação dos profissionais

Com a finalidade de agregar conhecimento capaz de gerar transformação e ampliar os resultados em todo o contexto escolar, profissionais da educação são apresentados as Bases do Modelo Pedagógico e de Gestão, Metodologias de Êxito e a continuidade das Formações de Aprofundamento ao longo do ano letivo para as Equipes Escolares.

Nas escolas, as aulas iniciam após as equipes passarem pela Formação Inicial, ministrada pela equipe de educação do ES em Ação, sendo importante para o desenvolvimento de uma educação pública de qualidade no município.